Tráfego Orgânico x Tráfego Pago: quais as diferenças e como funcionam?

Tráfego orgânico x tráfego pago: quais as diferenças e como funcionam?

Atrair visitantes para o seu site é muito necessário para você conseguir atingir seus objetivos, como tornar sua empresa mais conhecida e aumentar o número de vendas. Afinal, os usuários podem descobrir mais sobre sua marca ao acessar suas páginas e observar se ela combina com o que eles procuram.

E você sabe que existem diferentes maneiras de os usuários chegarem ao seu site? Atualmente, existem duas formas principais que são chamadas de tráfego orgânico e tráfego pago.

A seguir, vamos explicar as características de cada um deles para que você saiba como eles funcionam, as diferenças entre cada um e o que é mais vantajoso para o seu negócio!

O que é tráfego orgânico

É o que acontece de maneira espontânea, ou seja, os visitantes chegam ao site por meio de pesquisas em mecanismos de buscas, como o Google. Digamos que o seu site é do ramo de TI e tem materiais sobre o assunto, por exemplo, explicando dúvidas comuns e apresentando novidades.

Se um usuário pesquisar “como melhorar o setor de TI da minha empresa” e você tiver um conteúdo sobre isso, ele pode encontrar sua página e acessá-la. Mas, para que seu site fique entre os primeiros resultados dos buscadores e seja visto pelos usuários, é necessário usar técnicas de SEO (Search Engine Optimization).

Algumas das técnicas de SEO são, por exemplo, o uso de palavras-chaves adequadas, a criação de conteúdo relevante para o público, de bons títulos e a utilização de imagens de qualidade nos materiais.

Como funciona o tráfego pago

Já o tráfego pago, como diz o nome, é conquistado por meio de anúncios e links patrocinados. Estes podem aparecer tanto em buscadores quanto em redes sociais, como o Facebook, de acordo com o que for mais adequado para sua estratégia.

Depois de decidir onde você deseja fazer os anúncios, é só acessar as plataformas para cada ambiente virtual. Para colocar links no Google, por exemplo, você deve utilizar o Google Ads. No caso de redes sociais, você normalmente tem que usar a plataforma de cada rede, como Facebook Ads ou Instagram Ads.

Um link ou anúncio pago pode ser interessante para divulgar um conteúdo específico de seu site, uma promoção ou sua marca em geral. Contudo, é preciso ter em mente que, quando o anúncio sai do ar, a taxa de tráfego pago de sua página diminui. Então, se deseja manter essa taxa estável, você precisa deixar seus links patrocinados ativos.

Principais diferenças entre eles

Agora que você sabe como funcionam os tráfegos, confira quais são as principais diferenças entre eles:

Custo

A diferença mais visível do tráfego orgânico e pago é o custo de ambos, porque o segundo deve ter um investimento direto para ser alcançado. O tráfego orgânico não necessita de investimento direto, mas ele precisa de um indireto.

Investir dinheiro nesse tipo de tráfego também é necessário, porque você vai ter que contratar alguém para fazer conteúdos relevantes e que sejam encontrados nos buscadores. Além disso, é preciso investir tempo para criar estratégias e organizar as publicações em seu site.

Inicialmente, o custo do tráfego pago é menor que o orgânico. Mas, você deve se lembrar de que se parar de investir nas mídias pagas, os visitantes vindos dessa estratégia também acabam e isso não acontece nos conteúdos orgânicos.

Aparecimento de resultados

O tempo esperado para obter resultados com os tipos de tráfego também é diferente. O tráfego pago, por exemplo, é uma estratégia de curto prazo que apresenta resultados rapidamente.

Já o tráfego orgânico é de médio a longo prazo, porque é preciso ter tempo para fazer conteúdos de qualidade e que se adequem às demandas dos buscadores. Ainda, é necessário fazer publicações com uma determinada frequência para se manter entre os primeiros resultados de mecanismos de buscas.

Sendo assim, os resultados demoram um pouco mais a aparecer. Entretanto, quando aparecem, eles são positivos e duradouros. Afinal, os seus conteúdos vão continuar em seu site e permanecerão sendo encontrados por usuários. Consequentemente, suas ações passadas podem continuar dando bons resultados para o negócio.

Espaço nos buscadores

Outra diferença importante entre os tráfegos é o espaço nos buscadores, porque em um modelo você o conquista e em outro ele é somente alugado. No tráfego orgânico, sua empresa consegue conquistar um bom posicionamento entre os resultados dos mecanismos de busca por meio de conteúdos relevantes.

No pago, você somente aluga o espaço enquanto o anúncio está ativo. Depois, ele passa a ser de outra empresa e o número de visitantes de seu site pode abaixar. Ou seja, as ações do tráfego orgânico são mais perenes.

É importante ressaltar ainda que geralmente os usuários preferem clicar em links orgânicos oferecidos tanto nos buscadores quanto nas redes sociais em vez dos pagos.

Construção de relacionamento

O relacionamento construído com os visitantes nos dois tipos de tráfego também é distinto, justamente devido à duração de cada um deles. No tráfego orgânico, é necessário criar diversos materiais de qualidade e úteis para o público da empresa para que ele continue acessando o site.

Com isso, os usuários passam a ver seu negócio como uma autoridade no ramo, podem entrar em contato por meio de comentários e construir um relacionamento com a sua marca.

Já no tráfego pago é mais difícil construir um relacionamento duradouro, pois a empresa nem sempre se mantém entre os primeiros resultados dos buscadores. Então, uma página patrocinada, por exemplo, pode ser pouco para manter um contato com os usuários.

Além disso, links patrocinados são bastante usados para páginas de promoções ou vendas, que não são ideais para construir um relacionamento com o público.

Existem diferenças essenciais entre o tráfego orgânico e o pago, mas é fundamental deixar claro que o ideal é utilizar ambos em suas estratégias. Dessa maneira, você consegue adequar o tipo de tráfego que deseja para cada ação de seu negócio.

Você pode usar, por exemplo, estratégias para conseguir tráfego orgânico e assim construir um relacionamento com seu público. Mas, também pode usar anúncios patrocinados para divulgar uma promoção específica.

Por isso, é importante se lembrar sempre das características de cada tráfego para saber como e quando usá-los. Agora que você sabe o que é o tráfego orgânico e o pago, entenda a importância do SEO on-page para seu site e para conquistar visitantes de forma espontânea! 

TAGS:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *